terça-feira, 11 de novembro de 2014

Sobre a Franquia de Super Heróis da Fox : E se...? Pt 2

 

Postei anteriormente aqui no blog um modelo de planejamento de franquia.

Mas desde então, o estúdio confirmou diversos outros filmes, então resolvi postar novamente outro modelo de planejamento, com base nos filmes confirmados e nos rumores. Abaixo um infográfico com as datas, filmes, séries e sagas dos quadrinhos que estão incluídas (clique nele para ampliar) e logo depois o texto explicativo:



Obs.: Com exceção da logo do Quarteto Fantástico, do poster do Deadpool e a carta do Gambit, todos os outros teasers foram feitos por mim, e você pode ver mais aqui: http://xmenfranchise.tumblr.com/

Dá uma lidinha no detalhamento aí embaixo cambada:



2015 - Cinema

Quarteto Fantástico

O filme do Quarteto Fantástico terá Dr. Doom como vilão e pode muito bem apresentar a Latvéria e tudo o mais – mesmo que o Von Doom deles seja um blogueiro (??).  Os produtores adiantaram que será um filme mais sério e sombrio do que os dois originais, embora o elenco seja mais jovem.

Os poderes deles serão adquiridos quando entrarem em contato com outra dimensão. Se focarem nos personagens, é interessante que trabalhem bem suas fraquezas e desejos.
Seria interessante que mostrassem alguns easter eggs que dessem a entender sutilmente que o filme se passa no mesmo universo dos X-Men. Uma notícia no jornal, na televisão, um nome solto... Algo nessa linha.

2016 - Cinema

Deadpool


Este é um filme confirmado. O ideal é que Deadpool seja inicialmente um filme só dele, com a história dele, as tramas dele, e mais importante ainda: com a personalidade dele.

O que não impede que tenhamos alguma participação especial divertida.
É legal lembrar, que apesar do humor (negro), Deadpool tem uma história dramática e triste, então trabalhar visceralmente essa ambiguidade do personagem renderia um grande filme.
Talvez fosse legal incluir um dos personagens da X-Force, mais exatamente a Domino. Seria um filme independente da franquia em quase toda a sua totalidade, mas poderia inserir o Cable numa cena pós-créditos.

X-Men: Apocalypse


Também confirmado, Apocalypse se passará nos anos 80 e ao meu ver, deve ter uma duração longa e trabalhar bem todos os seus personagens.

Provavelmente focará novamente no quarteto Xavier-Magneto-Mística-Fera, nessa ordem de importância. O problema é que outros personagens de destaque devem aparecer, confirmados temos Ciclope, Jean Grey, Tempestade e Mercúrio, é possível que apareça o Gambit, o Noturno e a Feiticeira Escarlate.
Isso ainda com a possibilidade de termos alguma quebra de linha temporal com o elenco do futuro. Sem contar em pensar quem serão os Cavaleiros do Apocalipse.
A chance de ser um filme ruim é grande. Mas tenhamos esperança.
Acho que o filme deve deixar espaço para toda uma franquia PREVIAMENTE planejada, com todos os crossovers necessários e pontas soltas certas para possibilitar um bom desenvolvimento de personagens nos filmes seguintes.

2016 - TV

X-Factor





Enquanto o Quarteto Fantástico segura as pontas da Fox no cinema, é hora de desenvolver o universo mutante na TV, e sim, se passando no mesmo universo dos filmes.

Apresenta-se a X-Factor Investigations, uma agência particular que investiga casos relacionados a mutantes e é afiliada ao pentágono.
Como os membros da primeira X-Factor dos quadrinhos são mutantes que são/serão fartamente explorados na franquia, o melhor caminho é fazer um mix da segunda X-Factor com a terceira, a X-Factor Investigations.
O que faria muito sentido, já que poderíamos trazer a versão mais velha de Alex Summers – que já apareceu em Primeira Classe e Dias de um Futuro Esquecido vivido por Lucas Till – para a série como líder da equipe, introduzindo também Polaris, um Mercúrio mais velho  – que também apareceu no cinema em sua versão jovem vivido por Evan Peters – e também Jamie Madrox, que em X-Men 3 era interpretado por Eric Dane, que já atuou em Grey’s Anatomy e é atualmente um dos atores recorrentes da série The Last Ship.
Syrin, filha de Banshee também pode ser incluída – inclusive tem um cameo em X-Men2.
A série poderia tratar com mais detalhes de assuntos e personagens que fossem apenas referenciados, citados ou pouco destacados no cinema. Incluir o Clube do Inferno na trama seria uma ótima forma de trabalhar bem com ele, e depois incluí-lo nos filmes.
Teríamos uma Emma Frost pouco envelhecida, já que por conta dos experimentos de Bolivar Trask ela ficou em coma por anos, petrificada em sua forma de diamante, o que retardou seu envelhecimento. A minha escolha de elenco para ela ficaria entre Ali Larter e Lily Rabe.  A presença de Jason Wyngarde – aparecendo aqui como Jason Stryker – seria necessária, já que Sebastian Shaw foi morto por Magneto em Primeira Classe, assim como conseguir uma Rainha Negra, talvez a Selene, mas melhor ainda a Tessa, que pode depois integrar os X-Men e possibilitar que Jason deseje a Fênix como sua Rainha Negra.
Incluir Alex Summers, Mercúrio, Polaris e o Clube do Inferno poderia possibilitar um trabalho mais avançado com os dramas familiares dos Summers e também dos filhos do Magneto. Incluir os Morlocks e trabalhar metade da temporada com o Clube do Inferno e a outra metade com uma adaptação da saga Massacre dos Mutantes poderia render um material interessantíssimo a ser trabalhado e desenvolvido para a Queda dos Mutantes numa possível segunda temporada.

Star Jammers



Uma boa saída para expandir ainda mais o universo dos mutantes, seria ao invés de produzir uma série apenas com uma temporada longa, lançar duas com temporadas curtas.

A minha segunda opção seria uma série que interferisse menos ainda no universo cinematográfico, porém ainda assim se passando no mesmo universo e servindo de link entre o Quarteto e os X-Men.
Trabalhar os Piratas Siderais numa série é a minha sugestão, que tem dois lados: as desvantagens são a falta de popularidade da equipe para o público que não lê quadrinhos, o orçamento alto que ela exigiria, por outro lado, além de ser uma forma de expandir o universo dos Heróis da Fox, pode-se aproveitar o sucesso que foi Guardiões da Galáxia.
A série poderia ser trabalhada num molde de narrativa não linear, mostrando os Piratas liderados por Christopher Summers já em ação, para depois revelar aos poucos as origens deles. Para que o universo espacial fosse incluído na sóbria franquia criada por Singer, seriam necessárias algumas adaptações e racionalizações dos personagens e situações, mas mantendo-se o mais fiel possível – como o Christopher Nolan fez com seu Batman.
Um crossover com o cinema pode demorar, mas é possível incluir citações a Reed Richards nas conspirações governamentais que levaram Summers ao espaço, assim como dá pra fazer um crossover mais imediato com o X-Factor e talvez alguma tensão com Alex Summers.
O último episódio da primeira temporada, porém, seria um ousado crossover com os cinemas onde os X-Men se juntam aos Piratas Siderais numa rápida missão, onde Scott e Alex conhecem seu pai, sem porém saber disso (até então, Summers é apresentado apenas como O Corsário), e lutam lado a lado numa batalha que, culminando numa tempestade solar, custa a vida da jovem Jean Grey  que fica junto com a nave deles no fundo de um lago no Canadá – que seria o início da Saga da Fênix, mesclando as ideias do Bryan Singer em X-Men 2 e a dos quadrinhos.

2017 - Cinema

The Wolverine – Wedding Day



Este é outro filme confirmado. Baseado vagamente nas HQ’s  conhecidas como “Ter ou não ter” de Uncanny X-Men 172 e 173, o próximo filme solo do Wolverine seria uma espécie de continuação alternativa para “Wolverine Imortal” que foi claramente eliminado da cronologia da nova realidade criada por “Dias de Um Futuro Esquecido”.
A cena de abertura seria um flashback do último episódio da temporada de Star Jammers – para contextualizar quem não acompanha a série – quando Jean aparentemente morre para salvar os X-Men. Num salto de 2 anos mais ou menos, vemos Wolverine no Japão, pra onde fugiu após a morte da amada, mas agora prestes a casar com Mariko Yashida. Haveria o arco com o Samurai de Prata, mas sem precisarmos repisar o que rola em “Wolverine Imortal”, já que no arco citado, o Samurai é o irmão de Mariko, chateado por ela ter herdado a fortuna do pai, e não ele. O mais complexo do roteiro seria fazer entender que algumas coisas não mudaram com DOFP. A linha básica do conflito das HQ’s seria mantida, trazendo inclusive para o Japão os convidados de Wolverine para o casamento, que nas HQ’s são Tempestade, Noturno, Colossus e Kitty, que trazem consigo uma Vampira recém-aceita nos X-Men.
A importância da Vampira nessa trama é enorme, sendo ela a salvar o dia no final das contas. Para os fãs que desejam desesperadamente ve-la voando, seria uma ótima oportunidade de fazê-la pegar os poderes dos colegas – como Colossus e Tempestade – e então a veremos voando e batendo forte - Não poderia ser com a Miss Marvel, pois esta pertence por direito à Marvel Studios.
Uma aparição da Kelly Hu como Lady Deathstrike seria interessantíssima... Assim como poderia também haver uma inclusão rápida da Fan Bingbing como Blink (já que os boatos dizem que a atriz assinou contrato para 4 filmes).
O foco estaria obviamente no Wolverine e como ele se relaciona com a equipe, mas o destaque secundário seria da transformação da Vampira de uma menina inexperiente para uma X-Men de personalidade forte e história marcante e também o despertar da fúria de Tempestade. Como nas HQs, ao final o casamento de Logan com Mariko acabaria não dando certo.

Assim como em “Capitão América 2” , The Wolverine: Wedding Day contaria com duas cenas pós-créditos: uma para linkar o filme à franquia e outro pra linkar o filme à sua continuação direta.
A cena para o filme e sua continuação direta, mostraria Cable recrutando um Deadpool impossível de se dialogar e insinuando que contataria Wolverine.
A cena pós-créditos de franquia revelaria Jean Grey viva e sendo descoberta por ninguém menos do que Jason Stryker, que a essa altura precisa de uma nova Rainha Negra...

Quarteto Fantástico 2



A trama do Quarteto Fantástico 2 é um mistério. Se vão apresentar Dr. Destino e seus Doombots no primeiro, vão retornar com ele no segundo? Vão fazer uma continuação com Galactus como vilão? Se sim, será um Galactus decente? (Meu medo é ficar repetitivo em relação à série anterior). Usarão novamente o Surfista Prateado?

Ou usarão outro vilão menos conhecido?
A minha sugestão é que incluam o Surfista Prateado, porém sem incluir o Galactus, Galactus seria introduzido apenas como quem está por trás de tudo, sem porém aparecer. O terceiro filme do Quarteto introduziria Galactus como ameaça maior.
Uma coisa é fato: o final do filme já tem que introduzir o possível Crossover com os X-Men no cinema.

2017 - TV

X-Factor – 2ª Temporada



A segunda temporada do X-Factor pode render um nível ainda maior de crossover com os cinemas. Aproveitando a ausência de Ciclope no filme do Wolverine e também no filme do Gambit – que seria o próximo da franquia – ele pode se afastar dos X-Men por conta da morte de Jean e acabar se envolvendo no X-Factor, onde conhece Emma Frost e inicia um relacionamento ambíguo e complexo com ela, o que provoca reações hostis dos membros do X-Factor já que ela é uma Rainha Branca do Clube do Inferno.

O que ele não imagina é que, escondido do Clube do Inferno, Jason mantém uma Jean Grey debilitada e com a memória confusa, preparando-a mentalmente para ser sua Rainha Negra. Claro que isso teria um destaque bem menor na série, servindo apenas como teaser do filme solo da Saga da Fênix Negra.
Na metade da temporada, O Corsário aparece na sede do X-Factor pedindo ajuda aos filhos numa missão e vão com ele para o espaço – então a saga deles é contada em Star Jammers.
Enquanto ambos estão no espaço com o pai, o X-Factor fica sob direção do Homem Múltiplo e de Mercúrio, que continuam investigando as causas do Massacre dos Mutantes, e pra isso é obrigado a unir forças com o Clube do Inferno, e acabam descobrindo tudo sobre as experiências do Sr. Sinistro – o verdadeiro culpado do Massacre.
No último episódio, o X-Factor descobre que há um vilão ainda mais sinistro por trás de tudo: Apocalipse, ainda debilitado após a derrota para os X-Men, tentando voltar e dominar o mundo. Há uma participação especial de Cable, explicando que ele veio do futuro para acabar com essa ameaça.
Há uma subtrama intrigante que trata da internação de Wanda, que ficou profundamente abalada após a luta contra Apocalypse e foi parar na instituição de Moira McTaggert.


Star Jammers – 2ª Temporada
Todo o lance complicado com a Família Summers vem à tona quando, numa missão conjunta com os Piratas Siderais, Scott e Alex descobrem que o Corsário é seu pai.

Tudo isso é agravado quando eles são obrigados a defender o Império Shi’Ar da ameaça da irmã de Lilandra que quer tomar o trono pra ela com ajuda de uma misteriosa raça de Aliens.

2018 - Cinema

Gambit



Mais um filme confirmado. Apesar de um background interessante da sua família de Ladrões, não creio que Gambit sozinho em um filme se sustente. O interessante seria incluir outro X-Men de peso no filme.

Talvez a melhor maneira de fazer isso seja incluir a Vampira, e abordar mesmo que rapidamente o clima entre eles. Mas isso seria num arco do passado, antes da Vampira entrar para os X-Men e pouco tempo depois de X-Men Apocalypse, onde o Gambit teria sido incluído, talvez como um dos Cavaleiros.
Reveríamos a origem dela, de quando beijou o namoradinho e ele ficou em coma, então ela foge para New Orleans, onde sua história se choca com a de Remy Lebeau e ela o ajuda.
No final das contas ela vai embora e ele precisa lidar sozinho com seus negócios.
Porém a última cena do filme mostra a moça chegando num bar onde encontra o Wolverine, e vemos uma releitura da cena em que ela e ele se encontram pela primeira vez em X-Men – O Filme.
Outra ideia é boa e possível - já que Chris Claremont fará consultoria no roteiro - é basear o filme na HQ "Entra um Mutante Chamado Gambit", onde vemos a Tempestade em um papel de destaque, onde ela e Gambit eram grandes amigos e parceiros de roubo. Basear o solo do Gambit nisso, introduzindo-o junto com Tempestade em Apocalypse, mas narrando a entrada DELE nos X-Men seria interessante.

X-Force



X-Force abre semelhante à Dias de Um Futuro Esquecido, porém vemos um futuro pós-apocalíptico ainda mais distante onde Cable tem sua família e amigos destruídos por causa de Apocalipse. Ele volta no tempo e começa a recrutar um time de guerrilha para combater o vilão antes que este se levante novamente.

Para isso precisam enfrentar Sinistro e os membros da Akkaba. Ele recruta Deadpool, Domino, Psylocke, Anjo, Fantomex, Colossus, Apache, Blink e Wolverine, criando assim a X-Force.
Há um duelo de egos entre todos eles, que são extremamente independentes e têm dificuldades de trabalhar em equipe.
Aqui vemos o elenco do futuro (Fan Bingbing, BooBoo Stewart, Daniel Cudmore) junto de novo. Ao final do filme, após derrotar Sinistro e a Akkaba, a X-Force se dispersa e cada um vai para seu lado.

House of M





A subtrama da Wanda e do Mercúrio em X-Factor culmina com esse que é um dos filmes mais esperados da franquia. Além de ser a adaptação de uma das sagas recentes de maior sucesso da Marvel, é o mais caro e ambicioso filme da franquia, trazendo no lugar dos Vingadores, o Quarteto Fantástico para junto dos X-Men.

Wanda surta de vez e consegue sair do coma induzido da Dra. McTaggert. Furiosa, logo no início do filme ela é contida pelos X-Men, Magneto e pelo Quarteto Fantástico.
Ao tentar decidir o que fazer com ela, é mencionada a possibilidade de mata-la.
O super protetor Mercúrio tenta tramar com Magneto para que ele interfira.
Quando o alarme do coma induzido dispara novamente, eles se encontram numa realidade completamente alterada onde os mutantes são maioria, o mundo é governado por Magneto, o Professor Xavier está desaparecido e todos os maiores sonhos dos X-Men e do Quarteto Fantástico foram realizados, apenas Wolverine se lembra de tudo.
Ele procura Reed Richards, que inicialmente não acredita nele, mas após uma análise, desenvolve um despertador de memórias, que ativa o subconsciente das pessoas, e um a um os X-Men vão se lembrando da realidade e decidem atacar o prédio da Dinastia M para tentar fazer a Wanda colocar a realidade no lugar dela.
Porém, ao fazer isso, ela elimina 90% da população mutante do mundo, iniciando o que chamamos nos quadrinhos de Dizimação M. Magneto tem seus poderes reduzidos e isso provoca uma drástica mudança de temperamento e ponto de vista nele.

2018 - TV

Há um hiato de temporadas nas séries Star Jammers e X-Factor para a produção de House of M, já que o estúdio concentrou todos os seus recursos em liberar três filmes nesse ano.

2019 - Cinema

Phoenix Rises



Cable conta a Wolverine que Jean Grey está viva, e o canadense procura o Professor. Ciclope também é avisado, e ao localizá-la descobrem que ela está sob poder do Clube do Inferno.

Mas o estrago já foi feito. Ao tentar salvá-la de Jason, Wolverine, Ciclope e o Professor desencadeiam a fúria de Fênix.
 Emma Frost, furiosa com Jason, mas ainda mais furiosa com o fato de Jean Grey estar viva, se alia aos X-Men para tentar recuperar o juízo da rival.
Tudo dá certo no início, e no meio da narrativa, Wolverine acorda se lembrando do passado que vimos na trilogia original – no meio do filme temos a cena final de DOFP.
Tudo parece correr bem até que Jason ativa seu controle mental sobre Jean e ela se descontrola novamente e quase destrói toda uma cidade.
Jean Grey, num rápido momento de lucidez, pede que Logan a mate, mas Wolverine diz que não consegue fazer isso de novo, como fez da outra vez, no passado alterado, mas Cable avisa ao Wolverine que ela não pode morrer, pois é a única capaz de derrotar o inimigo que está por vir.
 A Fênix, porém, controlando a mente de Ciclope, faz com que ele mate o Professor X. Possuída pelo remorso, a parte lúcida da mente de Jean se alia aos poderes da Rainha Branca e ambas enclausuram a Fênix Negra.

The Battle of The Atom



Passando-se logo após os eventos da Terceira temporada de X-Factor, A Batalha do Átomo é a conclusão épica da franquia antes do reboot e/ou redefinição de caminhos.

Após os eventos de X-Factor envolvendo os Amigos da Humanidade e a morte de vários mutantes, ainda consumido pela morte do Professor X, Ciclope começa a fazer uma “revolução” e a enfrentar os humanos de frente.
Isso provoca uma separação dos X-Men: De um lado, Tempestade lidera Wolverine, Cable, Lince Negra, Demolidor, Vampira, Fera e a X-Force lideram os X-Men na Escola Xavier, do outro, Ciclope, Fênix, Emma Frost, Magneto, Mística e parte do X-Factor lideram outra equipe de X-Men com sua revolução.
Fera, que está doente, estuda a tecnologia de Cable e volta no tempo para trazer as versões mais jovens dos X-Men para tentar dar um pouco de razão a Scott.
O resultado é uma batalha sem precedentes de X-Men contra X-Men, e logo depois entre as duas equipes obrigadas a se unir contra um Inimigo em comum: Sentinelas reconstruídos pelos Amigos da Humanidade.
Cable explica que, com os poderes de Magneto debilitados, apenas a Fênix aliada à Tempestade podem derrotar todos os sentinelas que o governo colocou atrás deles – e por esse motivo, a raça mutante estaria perdida.
Ao final, os X-Men jovens são enviados novamente para seu tempo e o Professor Xavier apaga tudo da memória deles para que o fluxo cronológico não seja alterado.
Ainda assim, essa quebra na linha temporal do passado e do presente, chama a atenção de um dos seres mais poderosos do Universo, como poderíamos ver numa cena pós-créditos...


2019 - TV

X-Factor – 3ª Temporada


Os eventos dessa temporada acontecem entre Phoenix Rises e Battle of The Atom.

Sem o Professor, os X-Men estão dispersos e a raça mutante enfrenta uma crise sem precedentes causada pelo surto de Wanda Maximoff em House of M.
Mais obstinados a proteger os mutantes da extinção do que nunca, o X-Factor – onde vários membros perderam seus poderes - vai ter que reavaliar suas alianças e enfrentar um Scott Summers em crise.
Nesse meio tempo, os Amigos da Humanidade, liderados por Graydon Creed, acham que não podem perder uma oportunidade como essa para exterminar de vez os mutantes e ressuscita o programa Sentinela.
O desencanto de Ciclope com a humanidade faz com que ele se separe da equipe e crie sua própria.
A terceira (e talvez última) temporada de X-Factor Investigations conclui com o atual Fera encontrando-se com os X-Men do passado.

Star Jammers (3ª Temporada)



A terceira (e talvez última) temporada de Star Jammers, pode se passar após The Battle of The Atom e fazer um crossover com o Quarteto Fantástico.

Assim como Thanos é introduzido em Guardiões da Galáxia para no final de tudo aparecer como vilão dos Vingadores. E se os Piratas Siderais detectarem a ameaça de Galactus antes do Quarteto Fantástico?
Eles detectariam o ser intergaláctico, tentariam lutar com ele no final da temporada, mas teriam que contatar Reed Richards para avisá-lo.
É uma boa saída para continuar a franquia da Fox sem mexer muito com os X-Men.
O lance porém, é que a presença dos X-Men do passado no futuro, causou ondas irregulares no fluxo temporal, e isso atraiu entidades cósmicas como Galactus, que vem direto para a Terra e é interceptado pelos Piratas Siderais, que são derrotados.

2020 - Cinema



Quarteto Fantástico – A Ameaça de Galactus



Após descobrirem que o Surfista Prateado vinha em nome de Galactus, o Quarteto Fantástico recebe uma mensagem dos Piratas Siderais que avisam da aproximação deste.

É um dos seres mais poderosos do Universo chegando à Terra para destruí-la.
Com ajuda do Surfista Prateado – que tem seus sentidos abertos para a sensibilidade – e de alguns dos Piratas Siderais, o Quarteto Fantástico consegue afugentar Galactus.


A conclusão da Franquia poderia ser um reboot ou continuar com filmes solos e de equipe, mas em algum momento, o elenco - que já está velho - vai precisar ser rebootado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário